Rio de Janeiro | Grupo de criação poética para negrAs

nos dias de Rio de Janeiro, mais coisas que eu amo fazer e acho fundamental. estar entre negras e criar.

vamos?

aqui, o evento no facebook, com os detalhes.

2ECE083F-7FBF-405A-8741-3F0357D06066

Proposta:

A história da mulher negra no Brasil, desde a escravidão, é marcada por silenciamentos, inclusive, dentro da literatura. Assim, apresentaremos brevemente algumas poetas negras e, proporemos exercícios de escrita poética que usem as experiências pessoais, com recorte de raça e gênero, como tema central.

Advertisements

Rio de Janeiro | Livrar-se: a jornada do escritor

vem aí, alguns dias de Rio de Janeiro, para minha alegria.

por lá, ministrarei o Livrar-se: a jornada do escritor, nos dias 5, 6 e 7/12.

mais detalhes, aqui.

FBB1696B-A62D-4C82-9EEE-E392D54AA35D

Proposta:

A internet revolucionou o meio literário. Há 20 anos, no Brasil, era impensável alguma forma de publicação além do famoso livro, com alguma editora que se interessasse em investir no trabalho de escritor.
Hoje, temos diversas formas de publicação, incluindo a possibilidade de se autopublicar, em zines e e-books, por exemplo. O autor depende menos de editores e editoras. Então, em contrapartida, ficam algumas perguntinhas em suas mentes: como se lançar nesse mar de possibilidades surgidas pós-anos 2000? Quais as melhores ferramentas para chegar até o público de seus escritos? 
Livrar-se: a jornada do escritor propõe uma discussão sobre os escritores que somos e, a partir dessas respostas, ações dentro dos meios mais interessantes de se livrar (carinhosamente) da produção literária: livros, e-books, zines, revistas literárias, blogs e sites pessoais, redes sociais, entre otras cositas.

 

Livrar-se: a jornada do escritor, em São Paulo

parece que o ano finalmente começou, não é mesmo? bora tirar a poeira dos planos e colocá-los para tomar um solzinho, enquanto  há verão.

é assim pra mim também! nas próximas semanas, falarei um pouco mais sobre oficinas e cursos que ministrarei em breve.

para começar, um projeto que amo, o Livrar-se: a jornada do escritor: a internet revolucionou o meio literário. há 20 anos atrás, no Brasil, era impensável alguma forma de publicação além do famoso papel, com alguma editora que se interessasse em investir no nosso trabalho de escritor. a labuta era árdua!

hoje, temos diversas formas de publicação, incluindo a possibilidade de se autopublicar, em zines e e-books, por exemplo. dependemos menos de editores e editoras. então, em contrapartida, ficam algumas perguntinhas em nossas mentes: como nos lançarmos nesse mar de possibilidades surgidas pós-anos 2000? quais as melhores ferramentas para chegarmos até o público dos nossos escritos?

assim, estou juntando pessoas que escrevem para participar do Livrar-se: a jornada do escritor e discutir, sobre nós-escritores (qual nossa voz?) e, a partir daí, pensarmos nos meios mais interessantes de nos livrarmos (carinhosamente) de nossa produção literária: livros, e-books, zines, revistas literárias, blogs e sites pessoais, redes sociais, entre otras cositas.

o Livrar-se: a jornada do escritor acontecerá em duas turmas:

presencial, em São Paulo, às quartas, das 14:00 às 16:00 e
virtualmente, em e-group, para quem mora fora das nossas redondezas 🙂

serão oito encontros, iniciando dia 1 de abril.

o investimento para a turma presencial é de 500 reais.
já para a turma virtual, o investimento é de 250 reais e ambos podem ser parcelados.

mais informações e inscrições para a turma virtual por: lubiprates@gmail.com

inscrições para a turma presencial, através do CINESE: http://www.cinese.me/encontros/livrar-se-a-jornada-do-escritor

tá esperando o quê? corre porque as vagas são limitadas!

compartilhe com seus amigos. 🙂

IMG_1329

 

 

Minicurso: As poetAs brasileirAs

Quem me conhece, sabe que insisto na questão: o espaço das mulheres dentro da literatura.

Não apenas dentro da literatura, acredito que, infelizmente, estamos longe de termos espaços igualitários para mulheres e homens.

Assim, comecei a pesquisar poetas que, por questões estéticas, temáticas ou sociais, são ignoradas pela história da literatura. São inúmeras. Acredito que resgatar essas poetas é uma questão atual de resistência.

Por isso, criei o minicurso: as poetas brasileiras. Três encontros quinzenais, nas manhãs de sábado, com um café da manhã delicioso. Falaremos sobre poetas desde os anos 1700 até os dias atuais.

Inscrições através do Cinese.

Vem, vem, vem!

 

img_1205

 

Mulheres independentes que escrevem, editam, bordam e publicam

14708375_330078367367425_76710123341967051_n

Bate-papo com mulheres que escrevem, editam, bordam, publicam

A distribuidora de editoras independentes Rizoma organiza um bate-papo com 7 autoras na Biblioteca Mário de Andrade. Em comum, estas mulheres não só escrevem, mas batalham muito pela literatura feita por mulheres – editam livros, publicam revistas, traduzem, organizam festivais como o [eu sou poeta], organizam clubes de leitura, bordam poemas.

A conversa irá esmiuçar os projetos das escritoras, assim como propiciará a troca de experiências e o diálogo sobre autonomia na literatura. Uma longa meada aberta a quem quiser participar. Os livros das autoras estarão à venda no local e podem ser autografados.

Convidadas:
Aline ValekAna Rüsche, Jarid Arraes, Jeanne Callegari, Lilian Aquino, Maíra Mendes Galvão e eu.

Data: 28 de outubro, sexta-feira, a partir das 19h
Local: Biblioteca Mário de Andrade, Centro de São Paulo (SP). Área externa, entrada pela Av. São Luis.
Organização: Rizoma Distribuidora de editoras independentes
Gratuito. Esquenta literário, compre um livro e leve um drinque

*Texto de divulgação escrito por: Ana Rüsche.

Livrar-se: a jornada do escritor

a internet revolucionou o meio literário. há 20 anos atrás, no Brasil, era impensável alguma forma de publicação além do famoso papel, através apenas de alguma editora que se interessasse em investir no nosso trabalho. a labuta era árdua!

hoje, temos diversas formas de publicação, incluindo a possibilidade de se autopublicar, em zines e e-books, por exemplo. dependemos menos de editores e editoras. então, em contrapartida, ficam algumas perguntinhas em nossas mentes: como nos lançarmos nesse mar de possibilidades surgidas pós-anos 2000? quais as melhores ferramentas para chegarmos até o público dos nossos escritos?

assim, estou juntando uma galera para participar do Livrar-se: a jornada do escritor e discutir, sobre nós-escritores (qual nossa voz?) e, a partir daí, pensarmos nos meios mais interessantes de nos livrarmos (carinhosamente) de nossa produção literária: livros, e-books, zines, revistas literárias, blogs e sites pessoais, redes sociais, entre otras cositas.

o Livrar-se: a jornada do escritor acontecerá em três turmas:

presencial, em Curitiba, às quintas, das 19:30 às 22:00,
presencial, em Curitiba, aos sábados, das 14:00 às 16:30
, e
virtualmente, em e-group, para quem mora fora das nossas redondezas 🙂

serão oito encontros, iniciando já nesta primeira semana de agosto.

o investimento para as turmas presenciais é de 400 reais. já para a turma virtual, o investimento é de 200 reais e ambos podem ser pagos em duas parcelas.

mais informações e inscrição por: lubiprates@gmail.com

tá esperando o quê? corre porque as vagas são limitadas!

 

image